estamos em SP. na correria de sempre (quando isso vai acabar, meu Deus?). meu menino tosse. meu coração sofre. às vezes me sinto bem triste, mas olho pro Pedro e agradeço aos deuses essa benção todinha pra mim. tenho medo de não conseguir fazer algumas coisas. tenho mil vontades. dia desses, enquanto comia jaboticaba, me lembrei de mim. tive até um pouquinho de dó dessa moca que tinha tantos sonhos e sorrisos. teria arrancado meu braco pelo amor dele (quando isso vai acabar, meu Deus?). louca. pó párá! mil planos. mudar novamente de cidade (sim!), voltar a estudar, natação, minha querida yoga e, o que anda me deixando mais felizinha, jogar volei com as amigas de infância duas vezes por semana. gostei tanto que não quero mais outra vida. quando tinha 12 anos queria ser atleta. agora quero ser de novo (o que faço com esses tantos quilos a mais?). regime. urgente. (quando isso vai acabar, meu Deus?). levar meu Petit pro hospital. hoje. ele fica tão lindo gargalhando que dá vontade de apertar. e, claro, eu apeeeerto. e ele gargalha mais ainda. d.e.r.r.e.t.o. sou tão feliz. sou tão triste. estou tão besta. acho que é a volta ao trabalho. meus pensamentos estão acabando comigo. vontade de voltar e trabalhar e rever as pessoas queridas e coisa&tal. e vontade de sumir do mapa, comprar um carro e fugir pra Parati (ainda vou fugir pra Parati).

amanhã vai ser outro dia.

Anúncios