Pedro irá fazer 3 anos no próximo mês. Como foi rápido! Parece que foi ontem que recebi aquele pacotinho de gente lá na maternidade. E me apaixonei logo de cara. :o)

Nem posso colocar aqui como foi esses primeiros anos dele… Tenho certeza quevai parecer mentira. Quem vai acreditar que ele nunca teve cólica? E que dorme a noite toda desde o final do 2o mês? E que come legumes e frutas com a melhor boca do mundo? Que prefere mil vezes uma torradinha do que uma bolacha recheada? Quem vai acreditar que ele desfraldou sozinho, decidiu e pronto? E que se mostra super educadinho pedindo as coisas todas com “por favor” e agradecendo sempre “obrigado” sem ninguém falar nada? E que quis por vontade própria aprender os nomes das formas, das letras, o inglês… Nem tinha 2 anos e mostrava “olha o retângulo!“. E agora se diverte muito mostrando os As, os Es, os Ps de Pedro…

E é claro que todas as crianças são assim. Quer dizer, conforme minhas irmãs, todas as crianças de HOJE. Pois elas afirmam que seus filhos NUNCA fizeram nada parecido com tão pouca idade… E eu vou seguindo toda orgulhosa das peripécias do meu pequeno. Achando o máximo ele ser tão carinhosinho, tão fofo, tão inteligente!

Bem, mas é claro que nem tudo são flores. Tenho dentro de casa um menino TERRÍVEL também. Que quando fica com raiva grita, às vezes me bate e joga os brinquedos longe. Que é teimoso feito uma mula véia. Que quer comandar a TV de casa sem dó nem piedade. Que deixa os carrinhos e bonecos TODOS espalhados pela casa e, ao ser orientado pra guardá-los, sai com essa “Não posso agora, mamãe. Estou com dor na barriga” e faz uma cara de filho da putinha.

Por falar em palavrão (que ele não fala, graças a Deus), ontem à noite, me vendo bater com o dedão na quina do armário e gritar de dor, logo falou “é puta que pariu isso, né mamãe??”.

Coisa mais rica.

Anúncios