Arquivos para categoria: dores de amores

é estranho estar apaixonada novamente pelo primeiro namorado. 21 anos depois… a gente resgata as histórias da menina de 14 e o carinha de 19 anos de antes, mas quem tá aqui pra contar sou eu com 35 e ele com 40. corpos, idéias, filhos, separações… tudo novo, de novo. tô confusa ainda, mas felizinha.

e ele canta e toca violão pra me fazer dormir…  :o)

“Espere por mim, morena
Espere que eu chego já
O amor por você, morena
Faz a saudade me apressar

Tire um sono na rede
Deixe a porta encostada
Que o vento da madrugada
Já me leva pra você
E antes de acontecer
O sol a barra vir quebrar
Estarei nos teus braços
Para nunca mais voar

E nas noites de frio
Serei o teu cobertor
Quentarei o teu corpo com meu calor
Ah, minha santa, te juro
Por Deus, nosso Senhor
Nunca mais, minha morena
Vou fugir do teu amor”

“Porque a cabeça da gente é uma só, e as coisas que há e que estão para haver são demais de muitas, muito maiores diferentes, e a gente tem de necessitar de aumentar a cabeça, para o total. Todos os sucedidos acontecendo, o sentir forte da gente – o que produz os ventos. Só se pode viver perto de outro, e conhecer outra pessoa, sem perigo de ódio, se a gente tem amor. Qualquer amor já é um pouquinho de saúde, um descanso na loucura.”

[Guimarães Rosa]

ando dando bons conselhos. mas seguí-los é OUTRA COISA.


ele disse: “putz, a vaca tossiu”
e sumiu.
escafedeu-se.

volta, arlindo orlando!


cantamos ontem essa música. ele, violão. eu, pobrezinha, coração.

Lounge [Maria Gadú]

Vamos prum lounge
Beber um vinho safra ruim
E conversar sobre a tv

Vamos pra longe
Sem se tocar os olhos vão
Se encontrar e se perder

Eu e você assim de perto dá
Pra eu me perder de vez nas tuas tintas
Me dê uma noite, um pouco da manhã
Só pra eu sacar se os olhos mudam de cor (2x)

Vamos entrar
A minha casa não é quente
Trago um vermelho pra esquentar

Vamos suar
Com o veneno da serpente
Que eu roubei pra te picar

Eu e você assim de perto dá
Pra eu me perder de vez nas tuas tintas
Me dê uma noite, um pouco da manhã
Só pra eu sacar se os olhos mudam de cor

Vamos prum lounge…


tava lá tranquila, já acostumada com a vida. nem me lembro quando ele sentou ao meu lado. só consegui lembrar das nossas mãos dadas. lembro que pensei: “nossa! mãos dadas é tudo!”.

o outro é um mistério. o menino mais lindo que já vi. não consigo acreditar. minha auto-estima sofre. canto baixinho: “lindo, e eu me sinto enfeitiçada”. e ele me chama no msn às 8:31h. todosantodia. e me enche de alegriazinhas bobas. mas ele é lindo demais. gosta de chorinho. e toca piano. pra fuder de vez.